<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d27205144\x26blogName\x3dSimplesmente+Maria\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://maria-simplesmentemaria.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://maria-simplesmentemaria.blogspot.com/\x26vt\x3d7355387760922186191', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

This is Retro Schizophrenia || sábado, julho 25, 2009


Egh...
Desisto!
O miocárdio anda aborrecido e o cérebro acusa-me de necrose.
Fiz greve de mim própria.
Talvez mande as minhas introspecções de férias para Cancún.
Afinal, eu só queria uns Ray-Ban Nerd Glasses...





Deerhunter, Strange Lights 2007

--Maria Simplesmente Maria-- 21:23
Link

16 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 27 julho, 2009 17:31  

Maria e Teresa in Las Vegas que tal?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 27 julho, 2009 17:32  

Prefiro New York pode ser?

<<<< m >>>>

By Anonymous Pedro Pereira, at 28 julho, 2009 21:37  

ahahah :)

<<<< m >>>>

By Blogger Charmoso, at 30 julho, 2009 23:57  

E traduzir essa merda para os cromos tipo eu, não!?!?!?

bjs com charme

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 31 julho, 2009 01:21  

Ciclotimia meu caro. Ciclotimia...

<<<< m >>>>

By Blogger Risko, at 10 agosto, 2009 12:43  

Parabens para o blog:)

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 11 agosto, 2009 23:32  

Oh MARIIIIIAAAAAAAAAAAA

escreve coisinhas lindas aqui. Daquelas que só tu sabes escrever. Preciso de ler-te.

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 12 agosto, 2009 13:53  

Olha, esses ray ban sao feios.

<<<< m >>>>

By Blogger ▒▓█► JOTA ®, at 17 agosto, 2009 23:10  

ººº
Gosto do beicinho dela

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 04 setembro, 2009 01:11  

safada, vai ver a minha homenagem a ti :P

<<<< m >>>>

By Blogger ▒▓█► JOTA ®, at 04 setembro, 2009 17:39  

ººº
.....oooO.............
....(....)....Oooo....
.....)../. ...(....)..
.....(_/.......)../...
.............. (_/....
... PASSEI POR .......
.......... AQUI ......
......................

P'ra desejar...
óptimo fim-de-semana

., . - . - , _ , .
.) ` - . .> ' `(
/ . . . .` . .
|. . . . . |. . .|
. . . . ./ . ./
.. `=( /.=`
.... `-;`.-'
......`)( ... ,
....... || _.-'|
........|| _,/
........|| .*´¨)
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *
Beijo enorme !!
¸.•´¸.•*... ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` **?*?

--
► Jota Ene ๏̯͡๏


<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 14 setembro, 2009 03:09  

Estás á espera de quantos comentários para voltar a escrever??? Sentes falta do Naeno??? Bah.

<<<< m >>>>

By Blogger Cardeal Cervejeiro, at 16 setembro, 2009 13:53  

Queres comentarios para escrever outra vez? Deixo o meu para ver se resulta...

Bj

<<<< m >>>>

By Blogger ▒▓█► JOTA ®, at 18 setembro, 2009 21:43  

ººº
.....oooO.............
....(....)....Oooo....
.....)../. ...(....)..
.....(_/.......)../...
.............. (_/....
... PASSEI POR .......
.......... AQUI ......
......................


► p'ra desejar bom f-d-s

NOTA: O link do " INCONGRUÊNCIAS " foi alterado.

Se vc tá com paciência, altera tb o link nos teus favoritos para acompanhar os ultimos post's

Essa é a nova morada:
http://hard-jota.blogspot.com/


Bjsssss

--
► Jota Ene ๏̯͡๏


<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 18 setembro, 2009 21:59  

Lol se você está com paciência ui adorei o tratamento que chiquesa (ou então é o Naeno Chino!!!)
Cortaram-me a veia por isso a pausa longa para a escrita mas volto um dia...

<<<< m >>>>

By Blogger _Ricki_, at 24 novembro, 2009 22:30  

Eh la...isto anda um bocadinho parado. A menina como esta?
Anda desaparecida agora!!! Nem visita os pretos :(

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Poney, Honey, Money I love you so... || segunda-feira, julho 20, 2009


Estou apaixonada...
Pelo Ray-Ban Bunny e pelos Kings of Convenience!

(suspiros)


--Maria Simplesmente Maria-- 20:04
Link

6 Comentários

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 20 julho, 2009 21:22  

boa música...

<<<< m >>>>

By Blogger Charmoso, at 21 julho, 2009 00:15  

O que mais gosto em ti é seres simplesmente MAria ;)

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 24 julho, 2009 04:05  

Grande Maria...boa escolha. Beijo. Joao

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 27 julho, 2009 17:31  

Absinto e Absintoe Absinto!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 27 julho, 2009 17:40  

Ai ai ... que saudades da Queima!!!

<<<< m >>>>

By Anonymous Dani da Horta, at 24 novembro, 2009 05:37  

nao sabia k a minha kerida maria strüder apreciava kings of convenience.

Bom gosto musical ;)

Es uma maria espetacular!

Bj na bochecha do rabinho

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


O silêncio da madrugada é ensurdecedor || quinta-feira, julho 09, 2009


I want to wake up in your white, white sun
I want to wake up in your world with no pain
But I'll just suffer in a hope to die someday
While you are numb all of the way

When I hate it I know I can feel, but
When you love, you know it's not real
No

And I am resigned to this wicked fucking world
On its way to hell
The living are dead and
I hope to join them too
I know what to do and I do it well...

When I hate it I know I can feel, but
When you love, you know it's not real
No

Shoot myself to love you
If I loved myself I'd be shooting you


Fundamentally Loathsome, 1998



--Maria Simplesmente Maria-- 04:23
Link

9 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 09 julho, 2009 16:53  

Adoro fotografias com cigarros! A música é engraçada!


Estou com tanta vontade de tirar coste las e afzer um auto minete!

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 09 julho, 2009 23:09  

pensei que já dormias a estas horas...

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 10 julho, 2009 19:20  

Por vezes acordo durante a noite e começo a pensar e isso por vezes pode ser muito perturbador.

<<<< m >>>>

By Blogger Sin Pecado, at 11 julho, 2009 12:52  

adorei a foto!! =)

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 11 julho, 2009 12:56  

Irónico... o post é sobre a música mas ninguém a ouve lol

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 11 julho, 2009 15:43  

Eu ouvi a música está bem?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 11 julho, 2009 15:49  

Eu li querida, dá-me um beijinho

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 12 julho, 2009 00:11  

Beijinhos na minha maria!!! A Maria é minha!


Pena seres heterosexual!

<<<< m >>>>

By Blogger Charmoso, at 16 julho, 2009 01:13  

Hmmm... acordar durante a noite é bom sinal!! è sinal de que pelo menos se adormeceu!

bjs com charme

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Aqui, não há ninguém que possa ter o mundo. || quinta-feira, junho 25, 2009



Não vou procurar quem espero
Se o que eu quero é navegar
Pelo tamanho das ondas
Conto não voltar
Parto rumo à Primavera
Que em meu fundo se escondeu
Esqueço tudo do que eu sou capaz
Hoje o mar sou eu
Esperam-me ondas que persistem
Nunca param de bater
Esperam-me homens que desistem
Antes de morrer
Por querer mais do que a vida
Sou a sombra do que eu sou
E ao fim não toquei em nada
Do que em mim tocou

Eu vi
Mas não agarrei

Parto rumo à maravilha
Rumo à dor que houver pra vir
Se eu encontrar uma ilha
Paro pra sentir
E dar sentido à viagem
Pra sentir que eu sou capaz
Se o meu peito diz coragem
Volto a partir em paz

Eu vi
Mas não agarrei

Ornatos Violeta, Capitão Romance 1999


--Maria Simplesmente Maria-- 07:07
Link

7 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 25 junho, 2009 22:55  

:9 bonito. Existem tugas fixes não existem?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 27 junho, 2009 14:43  

Dentro de tanta mediocridade tinha que existir algo bom.
Já reparaste que esta música tem bandolim?
:D

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 28 junho, 2009 18:40  

Já sim! Quando dizes a palavra medicridade dá-me vontade de rir. Sabe-se lá porquê!!!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 28 junho, 2009 18:50  

LOOOOOL
"Temos que sair da mediocridade!!!"

<<<< m >>>>

By Anonymous Sr. Apaixonado da Silva Barbosa, at 30 junho, 2009 03:07  

Aqui, se eu te tivesse, tinha o mundo, concerteza.

<<<< m >>>>

By Anonymous Pedro Pereira, at 27 julho, 2009 19:38  

Obrigado pela atenção e pelo comentário :)
Esquecendo o moche em si, gostava de saber a opinião sobre os vídeos, ahahah.

ORNATOS VIOLETA é a minha banda preferida +.+

<<<< m >>>>

By Blogger André Pereira, at 02 setembro, 2009 15:10  

Música e banda de culto!

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Eu e o silêncio || sábado, junho 13, 2009


O silêncio...


Quieta, sem proferir uma palavra...



Shiuuuu! Não faças barulho... coração.


MusicPlaylist
MySpace Music Playlist at MixPod.com



--Maria Simplesmente Maria-- 00:57
Link

11 Comentários

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 17 junho, 2009 12:00  

Andas muito calminha...
beijo

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 18 junho, 2009 06:44  

Um bocadinho...

<<<< m >>>>

By Anonymous Sr.OhTempoQueNaoPostavaAssim, at 21 junho, 2009 04:10  

amas a vida e eu amo-te a ti

<<<< m >>>>

By Anonymous Sr.Ciumento do Sr.OhTempoQueNaoPostavaAssim, at 22 junho, 2009 21:03  

Oh, eu e que amo a Maria! Ve la!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 22 junho, 2009 21:16  

Ainda não abri um infantário...

<<<< m >>>>

By Anonymous Sr.Ciumento do Sr.OhTempoQueNaoPostavaAssim, at 22 junho, 2009 21:24  

Maria, Maria, o que eu te fazia...

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 22 junho, 2009 21:56  

Vodu é tão 80's!

<<<< m >>>>

By Anonymous Sr.Ciumento do Sr.OhTempoQueNaoPostavaAssim, at 23 junho, 2009 14:31  

Nao era com agulhas...

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 23 junho, 2009 15:14  

Sim. Vodu com galinhas é a nouvelle vague das macumbeiras.

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 25 junho, 2009 22:52  

És do caralho :P

<<<< m >>>>

By Blogger Pedro M, at 26 julho, 2009 18:31  

Por vezes o silêncio é leve...
por vezes o silêncio pesa!

Um beijo

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Queria ser poeta mas chamaram-lhe poetisa || quinta-feira, maio 21, 2009


Estou absorta em silêncio...
O respirar é profundo e pesado, apenas ouço o barulho dos pensamentos.
Não me apetece proferir o som das palavras.
A calmaria que se sente pelo quarto reaviva as feridas incuráveis, aquelas que estão sempre abertas para lhes tomar a dor quando a saudade aperta.
Sinto que irei ser sempre assim, entregue aos desesperos da alma.
Por tantas vezes fecho os olhos e sinto em mim aquele aperto no peito que dói, dói por ser tão intenso, por ser tão perfeito e delicado.
Não o entendes.
Apetecia-me murmurar-te o quanto te sou devota, escrevo-te a sentir tudo isto.
Habito neste sufocar de emoções desde que te sorri pela primeira vez. Mas necessito do quente das palavras para deixar o deambular trémulo das incertezas.
Conhecerei eu amanhã o teu amor? Conserva-o para mim em ti.
Será que ouviremos o inquietante bater de coração quando a noite vier sobre nós? Ouvirei eu um amo-te daqueles como queria ouvir? ...
Na serenidade das notas do piano deito-me em ti para assim amar-te incomensuravelmente. O que é um amor genuíno? É isto.
É assim que amo no sonho do que é amar, para mim o mais perfeito, o mais bonito e arrebatador.
Gosto de sonhar sem me ser diferente mas não me consigo ser, não mais.



"No final seremos sempre "o poeta sofredor"
Maria para Chino

"Apresentação da Noite nasceu, a um dado momento, da necessidade de tornar audível esse silêncio onde se perde todo e qualquer desejo de escrever"
Dezembro de 1984

Al Berto



MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com



[meu outro blog Idioteque actualizado]

--Maria Simplesmente Maria-- 12:17
Link

15 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 21 maio, 2009 15:00  

Tu consegues por uma pessoa a chorar!


caralho ta'foda!


E sou feliz porque conheço um génio, uma pessoa com um QI superior!

E ainda bem...

<<<< m >>>>

By Blogger Escabroso, at 21 maio, 2009 21:06  

Impressionante. Como as coisas mais tristes são sempre as mais bonitas.

Descrição muito familiar (e fixe!).

Cheers,

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 22 maio, 2009 01:40  

Teresinha amor não sou um génio tu é que ficaste linda hoje a falar com os franceses "originaile" lol amo-te!

Escabroso só me sei escrever quando estou triste... (obrigado pelo apreço)

<<<< m >>>>

By Blogger Rafeiro Perfumado, at 22 maio, 2009 15:15  

E eu que tenho uma dificuldade tão grande em "absorver" a poesia...

Sou só eu, foi de propósito ou mais alguém vê os dois últimos parágrafos com a fonte Webdings?

Beijoca!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 22 maio, 2009 15:24  

É propositado pois é alheio ao texto

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 24 maio, 2009 06:38  

aiiiiie a pita do caralho...com a mania que o mundo vai acabar já amanhã!!!

TEM JUÍZO PITA!!! Isso passa... esse dramatismo todo é só 1 fase!

*

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 25 maio, 2009 05:12  

Ficou mais bonito o teu cantinho.

"e ele disse-lhe que o sol viria num outro dia, e ela sonhou aquele céu como se fosse seu, como se todos raios de sol se cravassem no seu sorriso." André Amaro Maio de 2009

até já cito pessoas vivas.

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 25 maio, 2009 07:20  

É só apenas o meu poeta favorito :p

<<<< m >>>>

By Blogger Vanessa Barata, at 26 maio, 2009 17:33  

Não retirando absolutamente nenhum mérito ao poema pois está brilhante, permite-me destacar a música...Esse grande génio, sr. Ludwig, conseguia e ainda consegue captar a essência dos sentimentos.
Há uma estrofe de uma música (bem antiga) que diz: "I've often wonder how did it all start, who found that nothing can capture a heart like a melody can? Well, whoever it was, I'm a fan!"...o mesmo se aplicaria à poesia. Minina "vinhas" (private joke) tenho a dizer-te que também tu capturas sentimentos :P

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 06 junho, 2009 01:43  

Eu não escrevia nem metade. Ao ler, parece-me óbvio que seriam estas palavras que dizem o que sinto e como sinto, caso quisesse escrever. Foi preciso doer e sentir o mesmo mal, para ver que quando se sofre do mesmo mal, nem as palavras são diferentes.

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 08 junho, 2009 02:03  

GATA

De repente você vem gatíssima.
Tostada de mar e sol,
Estrela do fim da tarde
Com todo esse à zoon.
E eu sou mais um que te morde as coxas,
Que de lambe o sal, que acende o pavio
E se torna um de fio de alta tesão.
Você pra mim é uma ilha
De chocolate com baunilha.
Mas também não é só carne e cio,
É mais que um desvario de iluminada presença.
Quanto mais você mexe as ancas
Num funk feroz, num afoxé marítimo.
Eu vou me desenhando em sua silhueta,
Eu vou me introduzindo em suas cores
Até nos tornarmos um único traço,
Síntese de um certo élan de néctar
Que há entre a terra e o espaço.

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 08 junho, 2009 21:52  

Agora que releio o meu comentario, parece uma coisa cheia de subtancia, mas nao diz nada de jeito!

Olha, o naeno ainda e vivo?? Morder coxas, alta tesao... Virou pro hardcore?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 08 junho, 2009 23:35  

Estavas profundo naquele dia mas compreendo-te...
Lol o Naeno!!! Já nem me lembrava desse "senhor"!
Lol será que é ele a promover o novo album?

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 08 junho, 2009 23:58  

Naeno, Naeno... Ai saudades!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 10 junho, 2009 14:47  

É melhor não atrair o bicho de volta!

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Mr. Sandman bring me a dream || sexta-feira, abril 24, 2009


tu eras tudo e eu era nada
éramos nós o mundo
eu não dormia
e tu não fitavas nada para esquecer
porque no fundo eu era o mundo
por um segundo tu eras eu

eu quase amei a forma como tu mentias
limpando os pés ao meu sorriso
e é claro que achas que eu não presto
é claro que achas que eu não sirvo

foi no teu amor que algo se perdeu
foi no teu amor
não no meu

eu quase amei a forma como tu me vias
logo eu amo outra pessoa
e não me importa se eu não presto
eu tenho planos para lá de mim
e tu és só o que eu te empresto

como olhar esta cidade à noite
olhá-la contigo era pensar
noutras formas de ver

não queiras saber o que eu já pensei de ti
na negação da tua ausência fui esgotando a minha lista
e o que eu ganhei
tanto quanto eu sei
são noções pra viver sem ti

eu queria ser
alguém melhor
e ter assim razões
para crer
que o nosso amor
te importa
e me vais abrigar
se em teu coração
começar a chover


Manel Cruz

My experimental brain damage 1... 2... 3...

--Maria Simplesmente Maria-- 23:47
Link

2 Comentários

By Blogger Vanessa Barata, at 01 maio, 2009 19:45  

"e o que eu ganhei/tanto quanto eu sei/são noções pra viver sem ti" simples, natural e verdadeiro ...Aprender a viver sem alguém é tão ou mais difícil do que aprender a viver com alguém.(digo eu, com a minha veia anti-social) :)

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 21 maio, 2009 14:57  

EU confesso que tenho vergonha de vir a este blog comentar. Porque tu tens uma inteligência superior, o minha maria!

Só tu consegues exprimir melhor do que ninguém as coisas que ninguém imagina que tu sentes!

És um génio... E o mundo não te merece!


Fica comigo, oh rabugenta!

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


É noite. Calemo-nos um momento || domingo, abril 05, 2009


Deixo este odor púrpura escorrer-me pelas veias.
Estou deitada, de olhar fixo no tecto quieto e vazio a pensar naquilo que me sufoca as noites.
Este desejo forte que sempre irrompe no peito quando me deito, fecho os olhos e te vejo.
Shiuu!
Escuta a inesperada nudez das palavras que vou guardando no peito para ti.

[respiro fundo]

De repente, o meu coração estremece!
É o bucólico aperto por estar longe dos sorrisos que me provocas.
O palpitar deste coração já velho de te sonhar.
Nenhum de nós sabe se o sonho nos conduz à felicidade só sabemos que enquanto sonhamos as coisas são reais. Fatalidade é o acordar depois.
O sonho aniquilou-me.
Encosto a alma e deixo-me ir com as lembranças e as palpitações no peito que irás sempre provocar em mim.

[suspiro]

Deixo-me habitar pelo silêncio da noite.



MusicPlaylistRingtones
MySpace Playlist at MixPod.com


--Maria Simplesmente Maria-- 20:43
Link

4 Comentários

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 07 abril, 2009 16:56  

O Sarkozy vai-te visitar ahahah
beijo e boa semana

gostei do post*

<<<< m >>>>

By Blogger Sin, at 12 abril, 2009 00:41  

epa....adorei =)

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 14 abril, 2009 16:10  

ès uma fofa... Tenho saudades tuas!!!

<<<< m >>>>

By Blogger Zorze, at 17 abril, 2009 02:30  

Só acredito nos dois extremos da escrita: rápida ou vagarosa. Mas sempre sincera; gosto bastante do teu blog - já o sigo há algum tempo -, mas este post é demasiado plástico e cliché e tudo saberás disso melhor do que ninguém. O amor não é isto não minha opinião; o q escreveste não aquece nem arrefece; e só te digo isto porque lá está acho que tens mt boa onda e este post deve ser o teu pior das boas dezenas q li teus ***

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Permanecemos aqui, neste quarto || domingo, março 01, 2009


O meu coração já não dorme na noite.
Estou plena de sorrisos que me sossegam a respiração antes sufocada pelo vazio. Apetece-me dizer que o caminho percorrido foi o melhor, por todas as memórias que revivo, mesmo as más.

Inalo o odor fresco do meu quarto e regalo o brilho da noite.
Hoje não a sinto escura como antes, não. Já passaram muitos meses desde que me sinto assim. Muitos meses em que partilhei a razão, este sentimento.
Cresci, tornei-me mulher. Com os mesmos traços de mimo mas passei a ver o mundo com mais frieza e as ambições utópicas passaram a um plano mais palpável. Talvez as consiga tocar se me esticar mais um pouco.
Com tudo isto quero dizer-te que o sonho não muda aquilo que o tempo possa querer fazer em mim.

Um dia pressenti este amor progredindo lentamente com o bater do coração, possuo a doença do conhecimento pleno.
Deixei de estar disponível aos choros de outrora, perdoa-me.
Cultivo regularmente os secretos poços incomensuráveis para que de quando a quando me possa refugiar neles enquanto me abandono ao silêncio.

E é novamente no meu quarto que ouço o eco do amor a estilhaçar as paredes. Envolvo-me indiferente à sonolência a que os dedos se habituaram por estarem tanto tempo sem sentir. As palavras não se soltam quando nos sentimos entorpecidos. Não me sei escrever quando estou feliz, nenhuma palavra se move no papel sujo a tinta derramada.
Oh, a suave catalepsia que nos corrompe.

Aproveito para fazer uma pausa, olhar em redor e respirar fundo, encosto a cabeça e evoco-te o rosto. Apetecia-me delinear-te a alma com o suave toque dos lábios.
Os dias foram-se sumindo à procura do amanhecer. Deixo-me ir no vaivém.

Eram naquelas noites quentes que nos juntavamos em sorrisos lascivos embrenhados pela vontade de viver aqueles dias como se fossem os últimos. E iamos, pequenas almas sem rumo, juntos para mais uma vez partilharmos as sensações ilícitas.

Era como se fossemos bolas de sabão que passeiam lívidas pelo reconfortante ar que teimamos em não ver.

Quando as teorias falham o que te resta? A mortificação da alma…


--Maria Simplesmente Maria-- 21:58
Link

4 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 01 março, 2009 21:44  

Demais!

<<<< m >>>>

By Blogger Sin, at 03 março, 2009 21:33  

Adorei*

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 31 março, 2009 22:25  

Gostei, sim senhora. *

<<<< m >>>>

By Blogger mac, at 02 julho, 2009 21:53  

uau!...
estas são, concerteza, das melhores frases que senti até hoje:
"...Cultivo regularmente os secretos poços incomensuráveis para que de quando a quando me possa refugiar neles enquanto me abandono ao silêncio.
...
As palavras não se soltam quando nos sentimos entorpecidos. Não me sei escrever quando estou feliz, nenhuma palavra se move no papel sujo a tinta derramada."

fantástico...

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Mais uma escolha fabulosa do meu gosto musical aprumadíssimo || sábado, janeiro 17, 2009

Hoje gostaria de falar sobre duas bandas que me têm envolvido e que me fazem sorrir até aos limites do anormal!
Falo dos Deerhunter e dos Kwoon que primam pelo excelente grafismo dos seus vídeos que nos arrasta a imaginação e nos elevam os estímulos sensatoriais ao máximo.
É aqui que me prendo e me ressalvo do que por lá fora se sente.
Vá... espreitem lá os meninos...


Deerhunter - http://www.myspace.com/deerhunter


Kwoon - http://www.myspace.com/kwoonmusic


--Maria Simplesmente Maria-- 18:17
Link

10 Comentários

By Blogger Escabroso, at 19 janeiro, 2009 01:26  

O dos Kwoon está muito fixe, mesmo. Já o dos Deerhunter pareceu-me um pouco parado.. :P eheheh.

Deixo-te um também de uns tipos que me estão a viciar recentemente: http://www.youtube.com/watch?v=CD6VgRUE1y0

Espero que gostes.

Cheers!

<<<< m >>>>

By Blogger Barras, at 19 janeiro, 2009 23:20  

Ide mazé ouvir Nel Monteiro pah!!! xD

<<<< m >>>>

By Blogger Mak, o Mau, at 28 janeiro, 2009 10:41  

Simpáticos, mas não deslumbrantes. Mas, ainda são jovens, podem progredir na carreira :D

<<<< m >>>>

By Blogger Nuno T, at 28 janeiro, 2009 23:22  

Gostei dos Deerhunter. Prometem!

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 28 janeiro, 2009 23:49  

Os primeiros é mais a minha onda mas bom gosto.
beijo e boa semana.

<<<< m >>>>

By Blogger Jed Dickens, at 31 janeiro, 2009 19:49  

o comentario nao tem nada a ver com o post, mas adoro o teu blog :) beijinhos dani

<<<< m >>>>

By Blogger #nbs#, at 01 fevereiro, 2009 01:54  

Quem é a sra Onassis da foto aí do lado?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 01 fevereiro, 2009 12:09  

A Mariazinha =)

<<<< m >>>>

By Blogger Corruptor, at 19 fevereiro, 2009 10:10  

E os Peste e Sida na Alhada, hum?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 19 fevereiro, 2009 21:20  

Vou amanhã para Coimbra mas para ver The Firstborn :p

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Precious thing || quinta-feira, janeiro 08, 2009



Mellowdrone - Amazing

--Maria Simplesmente Maria-- 23:01
Link

2 Comentários

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 09 janeiro, 2009 23:23  

Bom 2009 e um beijinho :)

<<<< m >>>>

By Blogger Capitão Merda, at 14 janeiro, 2009 16:38  

Vejo tudo branco!

Bj.

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Feliz Natal a todos! || quarta-feira, dezembro 24, 2008


--Maria Simplesmente Maria-- 20:00
Link

5 Comentários

By Blogger Escabroso, at 26 dezembro, 2008 11:57  

Eh eh eh, perfect! Um Natal Ascoroso. Cheers, *

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 26 dezembro, 2008 13:45  

ainda bem que gostaste

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 28 dezembro, 2008 16:12  

me gustas mary.
olhó olegário a fazer de embrulho :)

<<<< m >>>>

By Blogger #nbs#, at 07 janeiro, 2009 20:42  

Muito Bom...
Muitas Crianças no sapatinho ?

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 23 setembro, 2010 04:35  

TOP 30 GOOGLE RUS shops!!!
Special for you -30%

http://skopirui.ru
http://lavka-surprizov.ru
http://sports-board.ru
http://sport-prestish.ru
http://rebenka-mir.ru
http://parfume-lite.ru
http://velosipedov-net.ru
http://igla-nitka.ru
http://nasha-kroxa.ru
http://nash-kroxa.ru
http://orenbizness.ru
http://sportblok.ru
http://stroybetons.ru
http://mshop-service.ru
http://avtoinstruments.ru
http://dress-soul.ru
http://mamka-papka.ru
http://rapira-mir.ru
http://sport-servise.ru
http://job-netbooks.ru
http://linkok.ru
http://more-zagara.ru
http://newservise.ru
http://reglog.ru
http://sportdoc.ru
http://stroika-line.ru
http://stroybetons.ru

for url code)))

http://skopirui.ru
http://lavka-surprizov.ru
http://sports-board.ru
http://sport-prestish.ru
http://rebenka-mir.ru
http://parfume-lite.ru
http://velosipedov-net.ru
http://igla-nitka.ru
http://nasha-kroxa.ru
http://nash-kroxa.ru
http://orenbizness.ru
http://sportblok.ru
http://stroybetons.ru
http://mshop-service.ru
http://avtoinstruments.ru
http://dress-soul.ru
http://mamka-papka.ru
http://rapira-mir.ru
http://sport-servise.ru
http://job-netbooks.ru
http://linkok.ru
http://more-zagara.ru
http://newservise.ru
http://reglog.ru
http://sportdoc.ru
http://stroika-line.ru
http://stroybetons.ru

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Pequeno toque de perfeição || segunda-feira, novembro 17, 2008



Silêncio... Suspiro

--Maria Simplesmente Maria-- 08:57
Link

5 Comentários

By Blogger Ana Alves, at 17 novembro, 2008 15:50  

O FCC09 apresenta o primeiro Encontro Nacional de Bloggers de Cultura e/ou Criatividade!!
Este evento, a realizar no dia 08 de Fevereiro de 2009, inserido nas actividades do FCC09 tem por objectivo, reunir a comunidade de criadores de blogues, relacionados com as áreas do Património, Museus, Arte, Cultura e Indústrias Criativas, e criar um espaço informal de debate, discussão e partilha de ideias e experiências.
O registo como Blogger pode ser feito no nosso site, em Escreva-nos/Registo, e dá direito a um "Pass Blogger", que permite a entrada gratuita em todos os dias do TEMPUS e da CONCEPTA.
Para efectuar o registo como Blogger, deverá possuir um Blogue na área da Cultura ou Criatividade e nele introduzir uma referência ao FCC09 e um link para o nosso site (www.inovaforum.org).

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 22 novembro, 2008 10:26  

Belo video :)
beijo e bom fds.

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 24 novembro, 2008 05:51  

Adivinha lá quem é que nunca vai dar titulos a textos ou até possiveis livros meus.

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 24 novembro, 2008 05:58  

btw, acabei por ficar por aqui, a ouvir a musica em repeat, li umas coisas, acabei por ficar a pensar em ti, estou com saudades. algumas vá. :P goodbye

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 24 novembro, 2008 08:58  

Hum... o senhor do talho?
Os títulos sempre foram a minha grande dor de cabeça!
Esta música é viciante pelo menos falo por mim, é de uma envolvência...
Também tenho saudades tuas Chinquinhas, aliás, tenho sempre de quem me é muito importante. Tenho andado doentita mas amanhã ainda me aturas um bocadinho :)

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


É pena quase não poder ficar || domingo, novembro 02, 2008


É noite.
Pousam-se cabeças sobre as macias almofadas que lhes tiram o sufoco de viver por míseras horas.
Ouve-se o vento lá fora, apenas.
A cidade morre na incandescência dos candeeiros de rua que se acendem e calam as vozes que agora são murmúrios.
As casas ficam escuras e frias de vazio e vida. Ouvem-se passos.
A noite é dolorosa, arrasta cadáveres que escavam dentro dos peitos sombrios uma saída nos sonhos escuros. Cerram-se as pálpebras com força e o cansaço invade os corpos mutilados por angústias.
A noite é um polvo que nos enforca na lentidão de horas. Quebram-se semblantes que a noite arrasta pelas paredes amarguradas pelo silêncio.
Abro um pouco o vidro que me separa do quente do meu mundo para sentir o vento gélido da rua tocar-me na face, lá fora, as árvores reclinam-se ao meu delírio.
Assim me encontro nas horas em que as flores murcham e as ruas se despedem de vida. E estremeço. Olho-te e olho-me, elevo-me aos sítios cercados pelo silêncio, já quase esquecemos o tempo, sabes como é falso quando te evoco o rosto no confuso dos sonhos. Pressinto no meu peito as insónias que trazem a noite pesada de vultos.
Silêncio abraçado a melancolia. Sei que estamos condenados a estes ciclos viciosos mas podemos respira-los pausadamente e vive-los. Deixar a noite ser dia (vida) criar a irrisória ilusão de que este conforto sórdido se prolongará.
Encosto a cabeça e encerro-me na lentidão dos pensamentos que acompanham as horas tardias. Indiferente à sonolência dos dedos trépidos ouço o eco do amor que há muito achava encerrado.
A noite é imensa e já não tem ruídos. Fecho os olhos.
Silêncio.



"Mr. Brightside diz:

conta

A menina diz:

sentada no chão do quarto com o portátil nas pernas, a ouvir música e a escrever pela madrugada"

Novembro de 2008

Chino e Maria

"Apresentação da Noite nasceu, a um dado momento, da necessidade de tornar audível esse silêncio onde se perde todo e qualquer desejo de escrever"

Dezembro de 1984

Al Berto

[Idioteque actualizado]

--Maria Simplesmente Maria-- 03:42
Link

2 Comentários

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 05 novembro, 2008 13:29  

Belo texto, vê lá se apareces mais vezes. Um mês sem aparecer é muito!
beijo

<<<< m >>>>

By Blogger Jed Dickens, at 15 novembro, 2008 23:13  

simplesmente brutal :) jed dickens

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Silêncio || sexta-feira, outubro 03, 2008


--Maria Simplesmente Maria-- 04:16
Link

7 Comentários

By Blogger djkayori, at 03 outubro, 2008 00:11  

You live... Nice!

<<<< m >>>>

By Blogger corazón, at 05 outubro, 2008 20:14  

I love your blog, I swear.

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 08 outubro, 2008 22:10  

Grande momento!
beijo :)

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 26 outubro, 2008 13:34  

Miss U minha babeeeeeeeee

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 26 outubro, 2008 13:59  

miss UUUUUUUUUUUUU

<<<< m >>>>

By Blogger Rei da Lã, at 31 outubro, 2008 15:20  

Tás em greve de postagem?

<<<< m >>>>

By Blogger Zorze, at 17 abril, 2009 02:18  

"a" banda!

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Dizem que a paixão a conheceu || segunda-feira, setembro 01, 2008



O mundo à minha volta mudou.
Passei a vê-lo como os finais de tarde onde os sorrisos se trocam e os corpos se sentem.
Na minha cabeça percorro o colorido que a mente pinta quando o peito levita.
É no sonho que me sento em banquinhos de jardim e segredo-te ao ouvido que cresci e tornei-me numa mulher. Não fui só eu a padecer de mudanças o mundo à minha volta mudou comigo, tornou-se mais calmo, menos pesado é bom saboreá-lo. Percorro o caminho das lembranças, aquelas que deixas em mim.
Como gosto de viver os sorrisos que me vais provocando à medida que moras em mim.
Corrompes o que vai dentro do meu peito. Perturbas-me a alma.
No amor a razão permanece ausente, não há espaço para o certo ou para o errado. Basta-me olhar-te para o meu coração estremecer, basta-me o toque, e a troca de olhares para me perder em ti.
Estou embriagada pela felicidade que se faz sentir a cada toque de almas. Fui seduzida pelo rodopio da leveza de sensações provocadas e deixo-me possuir pelos gritos das formas difusas que antes eram sombras amorfas mas que agora são toques lascivos.
Alguém conhece esta sensação?
No peito trago paz e sorrisos pendurados por horas no rosto que não se cansa de ser feliz porque permaneces nele.
Quero o rodopio que é sentir-te, sentir-te até cairmos para o lado de tanta felicidade.
Acredito que o amor foi feito para nós os dois, pode ser loucura mas sei que o é.
Que saudades meu amor dos teus dedos entrelaçados nos caracóis que se cruzam no teu toque.
Envolve-me nos laços, no esplendoroso emergir de um desejo.
Aquece-me ai dentro desse peito onde quero pernoitar todos os dias até que o sangue se finda consumido pelas veias.
Os desejos intensificam-se e as vontades manifestam-se.
Oh como queria dilacerar-te para sentir cada bocadinho daquilo que és.
Quero ficar porque não sei partir, deixas-me?


--Maria Simplesmente Maria-- 22:48
Link

10 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 03 setembro, 2008 20:41  

quero papar te... maria és grande! o liricismo (daqueles mesmo que tu falas muito) fica-te bem!

<<<< m >>>>

By Blogger Ruben D., at 07 setembro, 2008 14:42  

feliz o objecto das tuas palavras..

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 08 setembro, 2008 22:36  

oh Al Berto anda cá ver isto...

sabendo como adoro este outro texto, até podia dizer que estavas a escrever para mim... mas já sei que não.

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 16 setembro, 2008 16:05  

Bonito texto, gostei.
Um beijo e uma bela semana.
sim, eu voltei das férias hehehhe

<<<< m >>>>

By Anonymous dário, at 16 setembro, 2008 16:16  

Encontro Nacional de Bloggers de Cultura e/ou Criatividade

O Fórum Cultura e Criatividade apresenta o primeiro Encontro Nacional de Bloggers de Cultura e/ou Criatividade!!
Este evento, a realizar no dia 23 de Novembro, inserido nas actividades do FCC08 tem por objectivo, reunir a comunidade de criadores de blogues, relacionados com as áreas do Património, Museus, Arte, Cultura e Indústrias Criativas, e criar um espaço informal de debate, discussão e partilha de ideias e experiências.
Assumindo os Blogues, cada vez mais, um papel preponderante na difusão e mesmo na criação de informação, posicionam-se como ferramentas importantes no processo de transmissão e partilha cultural.
É neste contexto, de serviço público e social, que prevemos a participação dos Bloggers no FCC08.
O Encontro Nacional de Bloggers resume o principal conceito do FCC08, na medida em se constitui como um encontro transversal às áreas culturais, reunindo-as e criando sinergias conjuntas que promovem a divulgação e o desenvolvimento cultural.
O registo como Blogger pode ser feito no nosso site, em Escreva-nos/Registo, e dá direito a um "Pass Blogger", que permite a entrada gratuita em todos os dias do TEMPUS e da CONCEPTA.
Para efectuar o registo como Blogger, deverá possuir um Blogue na área da Cultura ou Criatividade e nele introduzir uma referência ao FCC08 e um link para o nosso site (www.inovaforum.org).
Obrigado e um abraço!
Dário Viegas
dviegas@agenciainova.pt

<<<< m >>>>

By Blogger Escabroso, at 17 setembro, 2008 22:09  

Que saudades de sentir isso...

Que saudades de sentir...

Cheers,

*

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 24 setembro, 2008 22:05  

Onde andas, filhota?

<<<< m >>>>

By Blogger Pegada na areia, at 29 setembro, 2008 18:34  

Há dias em que penso sentir aquilo que descreves neste post.... mas outros em que tenho medo de ser demasiado forte aquilo que sinto...ou demasiado forte quilo que penso sentir..Será possivel pensar os sentimentos?
Pensar o amor?
Gostei do blog...

estou a tentar deixar pegadas no meu mas ainda n me é fácil..

<<<< m >>>>

By Blogger mitro, at 01 outubro, 2008 11:03  

"No amor a razão permanece ausente, não há espaço para o certo ou para o errado."

Pois não, o amor é sempre maior, fazendo o errado certo.
O amor é sempre mais certo que o certo!

E a razão não é capaz de entender...

<<<< m >>>>

By Blogger , at 06 outubro, 2008 03:37  

estou curisoso...escreves o que pensas ou pensas o que escreves?*

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Eremitério || segunda-feira, agosto 11, 2008



mais nada se move em cima do papel
nenhum olho de tinta iridescente pressagia
o destino deste corpo
os dedos cintilam no húmus da terra
e eu
indiferente à sonolência da língua
ouço o eco do amor há muito soterrado

encosto a cabeça na luz e tudo esqueço
no interior dessa ânfora alucinada

desço com a lentidão ruiva das feras
ao nervo onde a boca procura o sul
e os lugares dantes povoados

ah meu amigo
demoraste tanto a voltar dessa viagem
o mar subiu ao degrau das manhãs idosas

inundou o corpo quebrado pela serena desilusão

assim me habituei a morrer sem ti

com uma esferográfica cravada no coração


Al Berto

[Idioteque actualizado]


--Maria Simplesmente Maria-- 03:12
Link

3 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 11 agosto, 2008 20:11  

lindo...

E tu és amiga do monstro?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 11 agosto, 2008 21:57  

Se for o Monstro das Bolachas já tivemos melhor relação...
(se te auto-denominas monstro levas tanto nessa cara)

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 15 agosto, 2008 01:22  

hey maria tudo!? olha sou o dani mustpunk@hotmail.com deixei tb mensg no teu myspace add e vai ver ;)

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Where i end and you begin || quarta-feira, julho 23, 2008



Embarcada em introspecções encolho-me na margem distanciada daquilo que observo à minha volta.
No ar ficam as melodias calmas e aconchegantes, do peito saem sons amorfos produzidos pela mágoa.
É no peito que sonho com aquilo que o tempo não consegue acabar, hoje o sangue corre-me devagarinho pelas veias inanimadas por actos.
Mortifiquei-me.
Enfio-me na cama com a cabeça na almofada e penso mais um bocadinho naquilo que seria se os pedacinhos dentro de nós fossem pó e os pudesse varrer de mim apenas com sopros.
Por diversas vezes os tentei tirar mas derroto-me, tentativas em vão, está lá é imperecível.
Perco-me em emoções retratadas, reduzo-me ao sentimento.
O peito destila vontades, vontades essas que não agarram o sabor da vida porque não as queres. E se soubesses o quanto te quero, o quanto o peito te reserva.
Tento pronunciar o teu nome bem alto em mim para ver se apareces mas quando dou conta não estás lá, olho para a porta e ela nunca se abre, volto-me e suspiro.
Peculiar... quis dar-te o meu amor e fechaste-me a porta. É nesses espaços que devemos guardar as palavras certas para a despedida. Aperto a lágrima no peito.
Deveria ser nestes momentos em que te despedes de mim onde deveria partir, partir para outro lugar, controlar a respiração e dizer adeus. Mas não. Não consigo, não sei renegar o amor, o amor especial que a ti reservo, aquilo tudo que o peito teima em sentir.
Cala-me os sentidos, não me contes o fim da história. Apenas preciso de sentir o teu toque, o teu cheiro, o calor de um corpo.
Segreda-me baixinho no ouvido que tudo vai ficar bem e que ainda me sonhas, que ainda vivo em ti. Não me mates dentro de ti.
Quis que me olhasses, que me sentisses e me compreendesses para assim te poder oferecer tudo aquilo que sempre quis. Afinal de contas queria apenas amar-te para toda a vida e que me amasses até que nos deixássemos elevar àquele lugar confortável a que chamam felicidade.
Hoje parei para me escutar e vi-te. Vi-te e vi-te mais, muito mais do que algum dia.
Fazes-me falta.
Mas agora negas-me o amor, o sonho. Partes para longe.
A tua sombra foi desaparecendo pela rua, cada vez mais longe, cada vez mais desfocada, perdi-te, deixei-te afogar pela multidão e deixaste-me o silêncio.
Eloquências.
Se pudesse voar…


--Maria Simplesmente Maria-- 19:30
Link

6 Comentários

By Blogger lampâda mervelha, at 24 julho, 2008 12:46  

"E esgotam-se vontades, alienadas das mãos, do rosto sem fim

Esvaindo-me o peito, entre uma calçada ora clara, ora escura..

sem nada que me despegue daqui, deste aqui sem nada, sem ti

e torna-se tardio assumir que partiste porque te pedi

e para nada foste, por nada fiquei.."



Inspirou-me.

<<<< m >>>>

By Blogger antonio, at 26 julho, 2008 16:49  

Mortificamo-nos em emoções retratadas... suspiramos por amores mais imaginados, do que desejados.

Obrigado pela visita ao meu blog, conto contigo.

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 27 julho, 2008 11:59  

...desculpa...

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 31 julho, 2008 22:00  

És a minha musa inspiradora. tenho sonhos eróticos contigo!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 31 julho, 2008 22:09  

Eu é mais com o Goucha :s

<<<< m >>>>

By Blogger Just a Girl, at 01 agosto, 2008 09:55  

Maria, quando algo se começa a transformar em névoa é porque vamos avistar algo novo quando ela ela desaparecer...E não podemos ter medo do que desconhecemos.
Beijo

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Mariazinha The Weird Paranoid || domingo, julho 13, 2008



Queria ser poeta mas chamaram-lhe poetisa.
Queria viver do meu liricismo latente mas chamaram-lhe utopia.
Quebrei.


[Este vídeo... sou francamente apaixonada por esta música, por esta versão, pela musicalidade e principalmente pelo melódico clímax final.
You'll go to hell for what your dirty mind is thinking.

Radiohead, Nude live in Amsterdam - In Rainbows]

--Maria Simplesmente Maria-- 14:51
Link

8 Comentários

By Blogger Vanessa Barata, at 13 julho, 2008 23:37  

Maria, não existem utopias! Utópicos são aqueles que acreditam que ela existe! Vive do que te alimenta!...:) Bjinhos

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 14 julho, 2008 19:58  

Desculpa não sei comentar isto. porque sou ignorante demais ao pé de ti. :( Pronto um grande beijinhos para a mariazinha daqui do bairro! ps: amanha na feira passa na minha banca ja tenho aquelas cuecas q tanto pedis-te. Aquelas sem costuras e de várias cores. 5 pares 2 euros!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 14 julho, 2008 20:03  

Espero bem que sejam daquelas de gola alta com a foto do Marco Paulo no rabo, quero deixar o meu Manel todo cuntente.
(ler com pronúncia provinciana)

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 15 julho, 2008 23:46  

Boa música.
beijo e boa semana.

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 21 julho, 2008 00:36  

You're only paranoid if you live for some other unworthy androids...

<<<< m >>>>

By Blogger Capitão Merda, at 21 julho, 2008 15:18  

Prefiro Zé Cabra!

<<<< m >>>>

By Blogger Just a Girl, at 27 julho, 2008 23:00  

Maria, podes ter a certeza de que somos uma legiao de apaxonados por esta música e pelo que ela nos transmite...

<<<< m >>>>

By Blogger Pedro Duarte, at 31 agosto, 2008 17:17  

Há tanto tempo que não aparecia por estes lados e vejo q continuas a gostar dos Cabeça de Rádio :)

Há que manter os bons gostos.

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Selling no dream || terça-feira, julho 08, 2008


Quarto.
Luz serena, respiração calma, temperatura amena.
Ouço-o no peito. Suspiros.
C
omo pano de fundo True Love Waits... Radiohead... hum... faz tanto sentido, envolvida em Radiohead ignoro o vácuo de um quarto e sonho poesia consagrada à expressão dos sentimentos da alma do poeta sentimental, eu.



Radiohead - You

Imagem deviantART: Radiohead by c00ki

--Maria Simplesmente Maria-- 00:20
Link

2 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 08 julho, 2008 19:40  

Sabes, sempre gostei muito de Eça de Queiros. depois fui obrigada a ler o saramago. Agora tou numa de Maria Struder! A iamgem da gisela Está vrutal^^

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 09 julho, 2008 14:12  

Que banda meu deus:venias:

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Dexter, The Bay Harbor Butcher catch me! || domingo, julho 06, 2008


Hoje arrisco-me a desrespeitar os grandes críticos ao fazer uma especie de tentativa de review.
Não sou nenhuma series lover mas sem dúvida que houve uma que me prendeu desde o primeiro momento ao ecrã.
Falo de Dexter, para quem não conhece a serie recomendo vivamente a dar uma espreitadela pela mesma, devorei as 2 temporadas constituídas cada uma por 12 episódios muito bem construídos, com uma trama muito bem escrita, a meu ver, que envolve o telespectador desde o príncipio até ao fim.

In wikipedia:
"A série é baseada no livro Darkly Dreaming Dexter, de Jeff Lindsay, e conta a história de Dexter Morgan, um assassino em série que trabalha como analista forense especialista em padrões de dispersão de sangue, no Departamento de Polícia Miami Metro. Dexter é interpretado por Michael C. Hall.
Valendo-se do fato de ser um
expert forense em análise sanguínea e de trabalhar no Departamento de Polícia de Miami, Dexter, de um modo bem meticuloso e sem pistas, mata criminosos que a polícia não consegue trazer à Justiça. A série narra a trajetória de sua vida dupla por meio de flashbacks e, paulatinamente, vai desvelando diversos segredos dos personagens, criando um ambiente de constante suspense."

--Maria Simplesmente Maria-- 17:07
Link

9 Comentários

By Blogger Nuno T, at 07 julho, 2008 03:27  

Está no meu top 3 de séries, sem dúvida.
Venha a proxima season, rapidamente!

bjs**

<<<< m >>>>

By Blogger Sara, at 07 julho, 2008 11:52  

Já vi um ou outro episódio desta série, mas eu sigo tantas outras que me é impossível ver todas. Às vezes até ponho alarmes no tlm para não me esquecer!

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 08 julho, 2008 19:41  

Eu é mais novelas da TV globo... E n tenho vergonha disso!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 08 julho, 2008 20:40  

Lol Juvenal Antunes como diria o nosso Herpes =)

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 09 julho, 2008 14:13  

Das minhas series preferidas actualmente.

<<<< m >>>>

By Anonymous Escabroso, at 13 julho, 2008 23:03  

Digo o mesmo. Não sou fã de séries e poucas vejo/vi. Excepto este incrível Dexter. Um autêntico vício que tive que devorar.

Cheers.

<<<< m >>>>

By Blogger lampâda mervelha, at 24 julho, 2008 12:40  

É... diferente, gosto por isso.

<<<< m >>>>

By Anonymous sentadanalua, at 25 novembro, 2008 19:47  

Eu tb costumava ver no canal 2,é uma boa série,sem dúvida,mas eu adoro outra k tb acabou há dias no canal 2 a Erva.

<<<< m >>>>

By Blogger Restelo, at 31 janeiro, 2009 20:07  

ADORO ESTA SÉRIE!!

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Conteúdo Letárgico || segunda-feira, junho 30, 2008


Shiuuuuuu! Não faças barulho!
Hoje é dia de prender-me a silêncios. Escutar aquilo que vem de dentro de mim.
Não quero ouvir músicas de amor porque não as quero chorar. Não quero achar bonito um abraço, é apenas um acto latente.
Hoje não quero pensar em mais nada que neste silêncio, o silêncio letárgico que me envolve, que nos envolve.
Sentiremos sempre esta posse do nada que nos agarra pelo peito a vontade de extravassar actos peremptórios.
São os tons cinzentos que fazem da cor da vida aguarelas mortas. Pesaroso penar este de um coração que por vezes pára, pára para escoar desejos e sentimentos mortos, como a pele que rejeitamos todos os dias. Os poros da vida é o coração os poros da minha é a escrita.
Hoje não quero que as pessoas me exijam um sorriso, hoje não quero ser agradável, hoje não quero que falem comigo, hoje não me apetece ter cheiro. Sou um corpo que flutua num espaço seco de emoções e razão. É bom estar por aqui, ao menos não sentimos as picadelas que o chão nos faz sentir quando raspamos a cara ao cairmos nele.
Não quero estar submetida a sensações. Não quero dormir porque depois não quero acordar. Só porque a preguiça hoje tomou conta de mim e nada este corpo quer fazer.
Posso morrer?
É que o amanhã já não me faz sentido, alguém o levou e perdeu-se naqueles apertos que só o coração sente.
Oh peito que destila imagens conturbadas, peito que sufocaste as palavras e as engoliste em sono. Sono que rouba à vida os pedaços esquecidos em rolo de filme.
Somos apenas uns idiotas da vida daqueles que desfilam esqueletos pela praça até que a chuva os dissolva em pó, pó esse que desaparece com o vento. O vento que lava caras enxutas a podridão da carne que cai aos poucos nas ruas escuras de brisas de amor.
Cale-se o vento, cale-se o latejar da mente, cale-se o bater do peito. Hoje apenas quero o silêncio, o olhar para o tecto deitada na cama, suspirar ais. Nada mais que a secura da obstinação de um desejo.
Quero arrefecer o meu mundo mas não me é permitido. Talvez devesse chegar menos atrasada ao ponto que em que os sonhos chegam. Por diversas vezes me senti tonta e cansada com as voltas que a cabeça deu aos movimentos compassados pelo que do peito vem.
Vá. Agora vai-te.
Vai-te para além do razoável e deixa-me.
Deixa-me só, aqui comigo. Desliguem a máquina e vejam o cerrar das pálperas.
Shiuuuuuuu! Não façam barulho!

--Maria Simplesmente Maria-- 15:40
Link

24 Comentários

By Blogger Maria, at 01 julho, 2008 22:54  

[sem fazer barulho]

boa noite, quando marcares a data do casamento avisa-me que eu serei a tua wedding singer :P

<<<< m >>>>

By Blogger André Pereira, at 02 julho, 2008 01:10  

Olá Maria,

Mais um excelente texto, carregado de sensibilidade e de marcas de baton. Adorei. Obrigado pelo teu comentário no meu blogue "Diário de Fictícias" www.diariodeficticias.blogspot.com Contigo também não me quero perder em falsos elogios, até porque não sou pessoa de o fazer. Muito menos gastar o meu tempo numa coisa tão banal e falsa. Por isso te deixo os meus sinceros parabéns e votos de que me (nos) continues a brindar com textos tão sublimemente escritos.

O meu blogue principal é o "No Tempo dos Assassinos" www.andrefilipereira.blogspot.com Também escrevo nos outros da minha longa lista (lol), mas este é o "meu filho".

Bjs

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 02 julho, 2008 10:20  

Bom texto, bla bla bla...

Ganhei um perfume na cidade! Ah ah ah!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 02 julho, 2008 16:45  

Lol que raio foste tu fazer à Cidade?
Que perfume ganhaste?

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 02 julho, 2008 19:20  

Afinal qual é o perfume? lol
beijo e boa semana

um texto com muito sentimento*

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 02 julho, 2008 22:02  

As vezes da me vontade de fazer amor ctg... depois de ler este texto... jesus...


bora tomar um cafe?

<<<< m >>>>

By Blogger Vanessa Barata, at 03 julho, 2008 02:28  

Maria...sou tua fã!! lol assidua leitora do teu blog!:) Continua o bom trabalho. bjinhos

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 03 julho, 2008 09:40  

Don Algodon. Vale a pena?

<<<< m >>>>

By Blogger António Raminhos, at 03 julho, 2008 12:48  

A menina está a escrever muito bem! Não é que antes escrevesse mal... mas agora é que está a escrever mesmo muito bem... porque antes era muito bom também... mas está a perceber? É coiso!
besitos!

AR

www.antonioraminhos.blogspot.com

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 03 julho, 2008 13:23  

Don Algodon??
Os gajos da Cidade são uns forretas!
Vais ao Pingo Doce e compras um Don Algodon!
Erm... não aprecio muito o perfume em si confesso mas haverá um ou outro que tem um cheiro agradável certamente.

Agradeço sinceramente as palavras ternas que me foram dirigidas. Sendo arrogante ou não admito sim que a minha escrita mudou ao longo do tempo para isso basta ler o SM do princípio... ai ai que mediocridade que ele já foi, mas espero ao longo do tempo e anos vir a progredir na escrita porque estagnação é algo que me assusta piamente.
Obrigado =)

<<<< m >>>>

By Anonymous Naeno, at 03 julho, 2008 14:00  

Eu queria trazer-te uns versos muito lindos
colhidos no mais íntimo de mim...
Suas palavras seriam as mais simples do mundo,
porém não sei que luz as iluminaria
que terias de fechar teus olhos para as ouvir...Sim!
Cores inesperadas

Uma luz que viria de dentro delas,
como essa que acende inesperadas cores
nas lanternas chinesas de papel.
Trago-te palavras, apenas...
e que estão escritas
do lado de fora do papel...
Não sei o q dizer...

Não sei, eu nunca soube
o que dizer-te
e este poema vai morrendo,
ardente e puro, ao vento
da Poesia...como
uma pobre lanterna que incendiou!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 03 julho, 2008 14:12  

Oh NAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAO!

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 03 julho, 2008 14:14  

so para dizer que li aqui um poema que me tocou... eu tb tive uma lanterna incendiada...
um bem haja...

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 03 julho, 2008 14:24  

yolanda, diz ao olegario para fazer o jantar e dar banho ao camelo faz favor...
agredecido...

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 03 julho, 2008 14:39  

A Yolanda tá na escola não pode!

<<<< m >>>>

By Blogger Sara, at 03 julho, 2008 14:49  

Eu ia fazer um comentário bonito. Mas depois vi um poema nos comentários.
He's baaaaaack! :O

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 03 julho, 2008 14:58  

Isto é uma maldição só pode!

<<<< m >>>>

By Blogger Sara, at 04 julho, 2008 11:11  

Deves ter feito alguma coisa muito má na tua vida passada. Tipo ser brasileira ou assim... :P

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 04 julho, 2008 11:13  

Para aturar isto devo ter matado Jesus ou assim!

<<<< m >>>>

By Blogger Piston, at 04 julho, 2008 12:55  

Olha o nosso amigo!
Não estavas tão bem, quietinho no teu canto?

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 04 julho, 2008 13:51  

LoooL

Enganei-vos bem... Ah ah ah!

[voz dentro da mh cabeca:

Tiago, e muuuito feio levantar falsos testemunhos!]

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 04 julho, 2008 13:53  

Não foi o Naeno? mas se eu clicar lá vai parar ao blog do Naeno...

<<<< m >>>>

By Blogger Capitão Merda, at 04 julho, 2008 16:42  

Está muito bem!

Bom fim-de-semana, Maria!

<<<< m >>>>

By Blogger antonio, at 06 julho, 2008 13:52  

Gostei da tua visita, pelos visto vou ter que me demorar por aqui.

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Fake Plastic Trees || quarta-feira, junho 25, 2008


Frustração...
Sinto-me suspensa... não consigo perceber o que se passou sinceramente. Sou isto não consigo deixar de me ser assim.
Talvez deva ser alguém mais terra-a-terra mas eu nunca irei pisar um chão, irei sempre flutuar pelos meus pensamentos e desejos onde crio na minha mente uma ideia de vida mais bonita, é assim que a gosto de ver e torna tudo mais fácil.
Para uma pessoa como eu que infelizmente pensa muito nas coisas, que olha em volta e realmente vê a vida, a vida não passa por mim sem que eu a note, não sou mais um vulto gosto de ver para além do visível, isto não são devaneios.
Eu sonho e gosto de ser assim.
Tenho medo do liricismo que voltei a sentir, aquele mesmo liricismo que julguei ter perdido nos cantos obscuros de um peito cansado que gostou muito e sofreu. Nunca deixarei a alma estar totalmente presa a objectivos concretizáveis.
Quero o sonhar, deixas-me? Pensarei sempre mais longe.
Terei sempre que carregar utopias e sonhos em mim. Não vou viver nunca sem sonhar e é por isso que ainda aqui estou. Porque gosto sempre de acreditar até chocar com a realidade de perto e perceber se hei-de ou não continuar. E eu quero continuar mas também não quero sentir sozinha quero sonhar-te mas também quero que me sonhes, me acredites, me sintas. Hoje é a ti que reservo as palavras, palavras que do meu coração transportam para ti pedaços de alma, a minha que te sonha e te pede para me sonhar.
Não há uma razão para sentir o que sinto e não preciso de uma razão para o explicar. Sinto e isso basta-me. São necessidades, desejos. Basta-me sentir, bastas-me tu. A razão indescritível disto ser tão forte, não sei, mas sei que vale a pena. Prende-me para sempre e deixa-me voar contigo, "my fake plastic love".




Imagem Deviantart: Lie_in_by: Lazy Summer Haze
Música: Fake Plastic Trees, Radiohead

--Maria Simplesmente Maria-- 02:59
Link

8 Comentários

By Blogger André Pereira, at 25 junho, 2008 14:02  

Parabéns pelo blogue, parabéns pelo texto, parabéns pelas palavras. Essas que tão bem descrevem o vaivém de um turbilhão de sorrisos rasgados e lágrimas que cedem mecanicamente às leis de Newton. É esse mundo, que tão bem descreveste numa pequena parcela de letras, que hoje pertence a muitos "eus" que navegam moribundos pelas ruas escuras. Elas não o são, talvez sejam os nossos olhos que não conseguem ver mais do que aquilo que somos.

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 25 junho, 2008 20:05  

Duvido que o teu amor seja "fake"...

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 25 junho, 2008 23:17  

O tempo e o silêncio tornaram-no Plastic :p

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 26 junho, 2008 10:47  

Pois, fast-food...

Ja ouviste uma gaja armada em rapper? Dama Bete? Ca nojo!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 26 junho, 2008 20:20  

Lol Dama Bete?
Não é uma francesa com aspecto de gajo?
Pah... com esse nome ridículo não deve cair nas minhas graças até porque como sabes odeio Hip Hop quanto mais "damas", "sócios" e "primaços" blhaaaaaaaac!

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 02 julho, 2008 21:58  

odeias primaços! ta caladinha

qto ao texto: SONHA! sonha pra ai! quem e q nao sonha?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 02 julho, 2008 22:17  

"oupa primaça!"

<<<< m >>>>

By Blogger Just a Girl, at 21 julho, 2008 01:35  

Cara Maria,
Tocaste numa ferida aberta para muitos de nós...
E ainda dizem que o "grande Tom York" é louco! Génio talvez mas de louco náo tem mesmo nada...
Beijinhos

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Estruturação [attention whore] || sexta-feira, junho 20, 2008



Quantas palavras consegues dizer num dia?
[quantas palavras não consigo dizer?]

--Maria Simplesmente Maria-- 01:55
Link

6 Comentários

By Blogger Sara, at 20 junho, 2008 16:57  

Não são precisas muitas para se fazer um excelente post. :)

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 22 junho, 2008 16:27  

Gracias cariño

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 22 junho, 2008 16:39  

Quantas palavras deverias dizer por dia? Amo-te Morcona

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 22 junho, 2008 16:44  

Também meu amor acredita que também.
As palavras são inúmeras... as poucas e importantes é que não são ditas às pessoas a quem deveriam ser ditas...ai ai ... decadência da felicidade utópica encerrada em rótulos de garrafa!
"Give me the wine and i'll give you the truth"

<<<< m >>>>

By Blogger #nbs#, at 24 junho, 2008 14:03  

três mil quinhentas e setenta e quatro ... num dia mau...

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 25 junho, 2008 11:25  

Quantity sucks. Quality matters.

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Cofre de rascunhos || quinta-feira, junho 05, 2008



Flutuam bolas de sabão pelo ar lívido do quarto.
As janelas entreabertas deixam adivinhar o odor a inanidade. Pelo corpo percorre um arrepio agudo, são as sombras que balançam sobre o tecto, os passos fúnebres que se ouvem por quem passa na rua, a inquietude de um peito que sente, o respirar de um coração resgastado da sombria caixinha de pó.
Reneguei-me e percorri os caminhos mórbidos das minhas cinzas. Soltei a seda azul e ofuscante que tingia o papel branco de rascunhos soltos.
Rasga-me a pele enquanto o sol se finda atrás da porta que liga o meu mundo à vida. Estou repleta de sentimentos, reproduzo sons semelhantes a sorrisos, sorrisos quentes que te enchem o peito se os sentires.
São os esboços de felicidade que vou reproduzindo na minha cabeça. E vi-te. Por instantes, na minha cabeça, no meu peito, em mim. Gosto de olhar-te, contemplar-te, pensar-te, cheirar-te. Parei para me observar também. Sabes nem sempre é bonito aquilo que vemos dentro de nós. Deixo-me encostar macambúzia. Talvez pudesse surpreender-me a mim própria, talvez pudesse provar-me que tudo é feito à base de imagens criadas pelo que o coração dita. Não fossem as nuvens de passagem e seria mais um ponto num limite de um sonho. E se for um sonho deixa que ele acabe, quando assim o tiver de ser, deixa-me saber o verdadeiro final. Fotografa-me a alma meu amor, sonharei com tudo aquilo que de direito tenho a sonhar. Envolve-me na esfera, envolver-te-ei no sentimento, no meu amor.
Sei gerir emoções, controlar sensações, sei sentir-te E isso chega para ficar para sempre. Basta-me o toque, bastas-me tu. Traduz-me o silêncio que traduzo o amor.
Tento incessantemente encontrar a parte de vida que devo ter deixado algures por tantas ruas, em que fui o começo de uma frase, uma frase que pensava eu, não ter um ponto final. Frase esta em que agora sou uma vírgula muito perto de um limite.
Podes, silenciosamente. Podes entrar devagarinho na minha vida, com cuidado. Bate à porta, devagar. Tem cuidado, ela range um bocadinho, mas depois abre lentamente. Não me acordes, por favor. Deita-te ao meu lado, e conta-me histórias ao ouvido. Amor, tenho medo de pisar um chão falso. Um chão sem calor. Tenho medo de cair e morrer. Morrer em ti. Vais matar-me aí dentro?
Quero que me saibas inventar todos os dias, e que me deixes inventar-te, da mesma forma. Porque és essencial.
Começo a ver o negro incessante da escuridão.
E ouço, finalmente, o barulho, aquele barulho da máquina quando diz que o coração parou.
Morreste?
Não, fui eu quem morreu.
Asfixiei-me, e a morte sabe-me a pouco.

--Maria Simplesmente Maria-- 05:05
Link

18 Comentários

By Blogger o monstro, at 06 junho, 2008 04:12  

no meu quarto também se flutua...

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 06 junho, 2008 08:35  

"i could float here forever...
anemic and sweet"

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 11 junho, 2008 01:54  

Cadê a tua legião de seguidores/comentadores? desapareceu? Deixou de ser um blog in, agora só monstros e imperatrizes sem cabeça deambulam pelo blog que melhorou de qualidade...

O povo quer é novelas, lol, agora anda tudo a lamber o cu ao cristiano ronaldo, ninguem lambe o rabinho da maria...

just for the lulz, peace

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 11 junho, 2008 22:39  

Lol agora melhorou já ninguém gosta... mas eu dou-te a resposta as pessoas só vinham cá quando eu ainda visitava os seus blogs... nos primeiros tempos que deixei de visitar blogs ainda me vinham visitar senti-me feliz, agora...

<<<< m >>>>

By Blogger Sara, at 12 junho, 2008 14:32  

Sabes que, como tudo na vida, os blogs também funcionam numa base de trocas.
Eu visito este praticamente todos os dias, mas nem sempre me apetece comentar!

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 13 junho, 2008 12:40  

As pessoas deixaram de comentar porque o conteúdo mudou, só isso.
Antes era divertido, agora é introspectivo.

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 15 junho, 2008 00:43  

Mais vale poucos comentarios mas bons! Escreves de caralho. puta que te pariu.

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 16 junho, 2008 01:11  

Está a ser muito agradável acompanhar a tua escrita, continua.

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 16 junho, 2008 02:33  

(: tens um blog muito giro?

não me queres arranjar o contacto do decorador?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 16 junho, 2008 11:33  

Por favor contacte ChinoDecor SA
A nova colecção dele está um mimo

<<<< m >>>>

By Blogger Corruptor, at 18 junho, 2008 14:38  

Nunca deixei de visitar mas é um pouco dificil para mim (ou quase impossivel) comentar textos tão pessoais. Um gajo lê, umas vezes gosta outras nem tanto, mas não fica assim grande coisa para dizer. Se curtes escrever nunca o deixes de fazer porque quem gosta de ti vai continuar a visitar o teu spot sem esperar nada em troca.

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 18 junho, 2008 16:45  

Os comentários... o blog existe porque gosto de escrever... porque gosto de relembrar sentimentos, emoções, parvoices de momento a sua importância não se restringe a ter ou não comentários se fosse para mim importante ter muitos comentários iria em busca de comentários a outros blogs como quase toda a comunidade bloguista o faz... mas graças a deus não preciso disso para alimentar o meu ego... basta-me a consciência.
Obrigado a todos que por cá deixam a sua palavra, o seu toque não sou ingrata nem nunca o serei apenas as importâncias mudam com o tempo e a vida.
Agradeço as visitas humildemente (lol tem piada)

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 19 junho, 2008 17:36  

Lol

Humildemente...

Eu venho aqui quase todos os dias. Mas nao comento porque prontos... Porque nao.

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 19 junho, 2008 17:42  

Lol isso do humildemente tem assim tanta piada?

<<<< m >>>>

By Blogger Lia, at 19 junho, 2008 23:32  

A razao é so uma,
a forma como escreves agora tem um toque bastante maduro e profundo... Existem situações na vida que nos transformam de alguma forma e isso evidencia-se naquilo que mais gostamos de fazer, no teu caso pode-se dizer que te alterou a forma de escrever... é obvio que depois de se ler não ha muito a dizer, talvez porque nos identificamos com algo... algo por vezes bastante pessoal... de qualquer forma continuo a admirar a tua postura para com a vida; a forma como escreves e a lucidez como descreves e transmites todo o teu meio envolvente.
Muitos miminhos para ti...
Saudades das nossas conversas...
KisS KisS

<<<< m >>>>

By Anonymous Anónimo, at 22 junho, 2008 14:02  

...eu nem concordo nem discordo com o que aqui foi dito, so sei que gosto dos textos...
e que os pequenos Olegário Luis e Yolanda Paula chamam por ti Maria... vem ate mim montada num camelo...
te espero
*bjs*

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 22 junho, 2008 16:18  

Lia: queridaaaaa como me fazes falta :( que é feito de ti e porquê tanto silêncio?
A tua falta faz-se sentir... com sinceridade. Obrigado pelos miminhos querida*****

Anónimo, não muito anónimo:
LOOOOL o Raj não me deixa montar os camelos desde que deixei um camelo suspenso nos rails :(
Yolanda... Yolanda... lol
Vamos comer francesinhas para o Palácio, está decidido!

<<<< m >>>>

By Blogger Inspector Varejeira, at 20 agosto, 2008 00:33  

Olá Maria. Tem sido raro visitar o teu Blog assim como de todos os outros que gosto de visitar, muito sinceramente não "apanho" bem a tua escrita, mas gosto de entrar e ir logo cuscar os comentários, os teus são sempre agradaveis, e(cada vez mais) verdadeiros: -"se fosse para mim importante ter muitos comentários iria em busca de comentários a outros blogs como quase toda a comunidade bloguista o faz...". Porém esta é aquela frase cruel que só tu poderias escrever.....

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


A minha nova paixão... || quinta-feira, maio 22, 2008


Agora,
que lembro,

As horas ao longo do tempo;

Desejo,
voltar,
voltar a ti,
desejo te encontrar;


Esquecida,
em cada dia que passa,

nunca mais revi a graça
dos teus olhos
que amei.

Má sorte, foi amor que não retive,

e se calhar distraí-me...
- Qualquer coisa que encontrei.

Madredeus - Alfama

--Maria Simplesmente Maria-- 00:29
Link

8 Comentários

By Blogger António Sabão, at 22 maio, 2008 10:49  

Muito bom! A cantante é bonita que dói!
bj

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 22 maio, 2008 23:47  

SAFADA! Quem é se lembrou dessa música quem foi? Quem foi?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 23 maio, 2008 14:10  

Foste tuuuuuu :p
Mas tu és mais "Haja o que houver" e "O Pastor" e eu é mais "Alfama" e "A Vaca de Fogo" :p
Logo bora mais um "ensaio da banda" LOL ?
(somos tão melhores que os Madredeus!)

<<<< m >>>>

By Anonymous Miocário Revascularizado, at 23 maio, 2008 16:54  

Lamechas, andas muito lamechas!

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 23 maio, 2008 22:02  

É muito bom andar lamechas... sempre melhor que andar depré =)

<<<< m >>>>

By Anonymous sentadanalua, at 26 maio, 2008 20:12  

Sim sra o video é mt giro,a música tb,e as músicas dos Madredeus sempre foram mt boas,a Teresa canta mt bem,ali era tão novinha:)

Beijitos Mariazinha.

<<<< m >>>>

By Blogger betânia*, at 29 maio, 2008 11:14  

Eh pa.. que bonito blog! Parabens ;)

<<<< m >>>>

By Blogger Enfim..., at 01 junho, 2008 01:58  

muito fixeeee :D

Beijinhos

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Revascularização do miocárdio || quarta-feira, maio 14, 2008


Há momentos na vida de suspensão da alma.
Quando cada pedacinho do teu corpo flutua bem acima do que é razoável e te transporta para a plataforma daquela felicidade utópica que pensas não existir.
E é nesses momentos que devemos guardar as palavras certas que teimam em não sair pelo entorpecer do corpo. Sentir a plenitude da felicidade, verem-na à vossa frente quererem tocar-lhe e finalmente chegar. Hum… que toque macio.
Vamos sorrir até chegar amanhã.
E o que é o amor?
O amor é um beijo, o primeiro beijo quando as almas ficam ligadas e o peito enche daquilo a que chamam amor, o toque, o abraço, sentir o seu cheiro, o silêncio de dois corpos entrelaçados que se amam, amor és tu.
São nesses momentos que deveriamos erguer a cabeça e deixar-nos ir, não sei bem para onde, mas ir. Flutuar até um lugar deixar a luz acessa e parar no tempo.
E é então que fico quieta e ouço. Escuto o silêncio que paira a minha volta, dou por mim a sorrir.
Não chamarei de utopia, apenas se foram as dúvidas e essas coisas equivalentes às incertezas que temos perante o amor. Fui vítima desse meu desejo que se alastrava pelo corpo, enchendo-me a alma de sonhos e ingenuidade.
Quero mais o sabor a nós.
Deitar-te em mim para amanhã acordar contigo. E continuo no fulgor da madrugada, onde ouço e vejo de tudo, mas nada me chama a atenção. Gosto desta insanidade.
Um grito absurdo, proveniente do abismo.
Quem sou eu? Senão um borrão de tinta em papel.


--Maria Simplesmente Maria-- 13:24
Link

7 Comentários

By Blogger Corruptor, at 16 maio, 2008 18:46  

Metes-te a escrever "fim" nas postagens e a malta acredita que sim que é verdade. Afinal era só o fim de outro principio.

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 16 maio, 2008 18:52  

Para variar ta lindo! :) Es um génio. Os meus filhos vão estudar Maria Strudes nos exames nacionais. Parece que já estou a ver. Amo-te

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 16 maio, 2008 18:53  

Strudes LOL Struder. ou melhor: Strüder xD

<<<< m >>>>

By Anonymous Mendes, at 17 maio, 2008 13:27  

Minha Strudel linda :)

<<<< m >>>>

By Blogger Klatuu o embuçado, at 20 maio, 2008 02:24  

O amor é um beijo?? Ya, na volta, na tua idade até é capaz de ser.

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 20 maio, 2008 02:59  

Eish... isso do menosprezar a minha abordagem ao amor por causa da idade era escusado.
Óbvio que amor é bem mais que isso mas apenas quis abordar o lado físico, humano da coisa.
O amor transmitido pela simplicidade do toque, o transpor para outra pessoa o que de mais puro e intenso temos dentro de nós e ao mesmo tempo aquele fulgor que nos assola o peito.
Amor para mim é por quem o peito sente, aquele amor que nunca se vai sentir por mais ninguém porque cada amor não é igual a outro e o de verdade apenas é sentido uma vez. Por muitos amores que apareçam apenas um vai ser o principal, aquele que nos vai assombrar sempre a memória e que vamos lembrar sempre com saudosismo, o mais marcante, o "amor de vida"
Aqui me acabo senão perderia-me durante horas neste tema

<<<< m >>>>

By Blogger BrokenAngel, at 20 maio, 2008 16:12  

Gostei... muito...

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Nude || domingo, maio 11, 2008



A minha cabeça levita na brandura do turbilhão que o peito sente. Hoje o meu peito está assim cheio de tudo, nervosismo nas veias que me fazem respirar pausadamente a cada sinal de vida.
Sinto o meu corpo algures que não aqui. Ouço e acalmo. Breves sopros da minha alma...

--Maria Simplesmente Maria-- 16:59
Link

2 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 13 maio, 2008 17:04  

Tu precisas daquilo que nos preenche a todos. Tu precisas de amor. Um amor verdadeiro. Não achas?


Miss U Maria!

<<<< m >>>>

By Blogger #nbs#, at 13 maio, 2008 17:36  

Super slow motion...
Sei o que é...
Vou lavar a cara para ver se acordo.
Beber um café pela alma.

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Wicked Games || sexta-feira, maio 02, 2008


Apetece-me escrever. Soltar palavras ao calhas, suspirar emoções perdidas nos cantos obscuros da alma.
Ah… as palavras e a alma, correm de mãos dadas pelas ruas ocas de corpos vazios. Não sei bem o que as liga, só sei o que serão. Deixo-me envolver, respiro, parei no tempo. Um tempo que dispunha de silêncio e de um vazio acusador.
Estou a flutuar em emoções letárgicas, bebi o copo da objectividade, esqueci-me do choro, do riso, de olhar.
Pousei a caneta, perdi-me não volto a escrever, disse.
Arrogância errática que gesticula freneticamente tentanto alcançar palavras que já não saiem com a facilidade de outrora. Já não me sei escrever. De um momento para o outro esqueci-me de como se fazia, das formas, das horas, das pessoas. As gargalhadas espontâneas evaporaram-se no ar. Foram-se os momentos, aqueles que saboreava com o melhor dos sorrisos na cara.
Quero saber o que é o amor na sua real essência. Libertar-me de sensações exteriores, prender-me ao momento, apenas. Em toda a sua plenitude. Estou viciada em fundos abstractos para além da razão. Não me sei ser banal e quero o especial, sempre.
Esvazio a alma de preocupações.
O coração bombeia reflexões de sarjeta, aquelas exortações que consomem sempre um pedaço de nós.
Não consigo entender esta necessidade, esta limitação do espaço próprio, a partilha do mesmo espaço, a partilha do mesmo corpo. Um só corpo, duas almas. Ou uma só alma em dois corpos? Não sei qualificar a quantificação física do que está para além dos fragmentos. Balbuciar e nada mais é o que faço enquanto ouço o som do silêncio. Arrisco-me a repetições tendenciosas mas é durante esse tempo todo, que vou tomar conta de mim, guardar-me num lugar seguro, esperar que a chuva passe, para que eu possa redescobrir-me. Não me posso deixar em aberto. Cortem a minha veia lírica até que o ruído da rebocada se finda atrás de mim, até que o saco lacrimal seque.
Vejo o negro que assola o semblante do meu rosto, é a tristeza a entranhar-se para me prender os movimentos. A caixinha permanece envolvida a pó, o velho alfineteiro continua dentro dela imune ao toque até que o toque seja puro, verdadeiro. Acabo-me em sonhos. Não importa são eles que me fazem sentir viva.
Fim.


--Maria Simplesmente Maria-- 22:00
Link

5 Comentários

By Blogger djkayori, at 03 maio, 2008 12:35  

Andas a ouvir Chris Isaak?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 04 maio, 2008 19:03  

Sim, quando escrevi este texto estava embriagada em Chris Isaak :p

<<<< m >>>>

By Blogger Sara, at 05 maio, 2008 15:52  

Cá para mim é mais HIM. :)

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 05 maio, 2008 21:06  

Não! Por favor odeio HIM!!!!

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 13 maio, 2008 17:08  

Acabo-me em sonhos. Não importa são eles que me fazem sentir viva.

são eles que te inspiram para escreveres assim não é oh Maria? Aco que vou vender o teu blog a portoeditora e eles vão editar um livro teu!

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Lethargy and cookies || domingo, abril 13, 2008


Fico quieta. É pena não poder ficar. Dentro de mim.
No meio de múrmurios. Dentro de mim.
Controvérsias de palavras que doem. Silêncio!
Escuto aquele ardor que sinto no peito. As palavras que doem. Dentro de mim.
Não vou dizer tudo aquilo que devia ser dito. Dentro de mim. É pena quase não poder ficar. Dentro de mim. Já sei de cor as respostas. Aquelas que guardas para mim. Dentro de ti.
Ouço e interiorizo tudo o que dizias até à última palavra. Existem tantas formas que não se completam por estarem distorcidas de razões ofuscadas por vidros baços. Estás dentro de mim. És o ponto seguro onde o meu coração mora. Dentro de mim. Tenho em mim, pedaços envolventes de noites que nos afogavam em sensações reais. Tão dentro de mim.
Há sempre um lugar onde a alma perde aquele tom gasto a preto e branco e ganha cor, vida, voz. E é nesse lugar que me fechei por um bocadinho, para me ouvir, me acusar, me julgar, me sorrir, te chorar, te compreender e sonhar. Dentro de mim. Tão perto de ti. Dentro de mim.
E depois, amanhã estarei pronta para continuar a amar-te. Dentro de mim. Estás dentro de mim. Faz-me bem, amor.

--Maria Simplesmente Maria-- 21:00
Link

12 Comentários

By Blogger Sub-Lodo, at 14 abril, 2008 11:02  

Olha...um beijinho e...lembrei-me disto depois de ter lido:

http://www.jorgepalma.web.pt/letra0415.htm

Vai aparecendo nem que seja para me insultar...

<<<< m >>>>

By Blogger Cardeal Cervejeiro, at 14 abril, 2008 12:42  

Ardores no peito...

E os laços? Nao se soltaram ja?

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 14 abril, 2008 13:55  

Dói-me a garganta

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 15 abril, 2008 01:16  

tens ouvido toranja???

<<<< m >>>>

By Blogger Cardeal Cervejeiro, at 16 abril, 2008 11:34  

Nao e so a garganta que doi, tou a ver...

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 16 abril, 2008 14:40  

Sim, tenho Chincas :p
Realmente não me dói só a garganta também me dói a barriguinha por causa do período que veio ontém =(
As dores de Maria ou Maria das dores

<<<< m >>>>

By Blogger Joanne, at 16 abril, 2008 22:06  

Que texto doce*

<<<< m >>>>

By Blogger Rato do Campo, at 17 abril, 2008 15:22  

Tens aqui um texto belíssimo. E a foto ilustra-o na perfeição.

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 17 abril, 2008 19:05  

Agradeço as "Cookies"

<<<< m >>>>

By Blogger Sara, at 22 abril, 2008 17:20  

Há sempre forma de gritar em silêncio. ;)*

<<<< m >>>>

By Anonymous Joana Gonçalves, at 18 maio, 2008 15:32  

Ola Inha! Adorei os teus textos! adorei mesmo. principalmente este. Não sabia k escrevias tao bem. Parabéns! bjinhos. continua a escrever e eu venho cá cuscar :p

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 24 maio, 2008 12:20  

MariazINHA! Maria, adoro-te pah!

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Dizem que a paixão o conheceu || sexta-feira, março 28, 2008



Dizem que a paixão o conheceu
mas hoje vive escondido nuns óculos escuros
senta-se no estremecer da noite enumera
o que lhe sobejou do adolescente rosto
turvo pela ligeira náusea da velhice

Conhece a solidão de quem permanece acordado
quase sempre estendido ao lado do sono
pressente o suave esvoaçar da idade
ergue-se para o espelho
que lhe devolve um sorriso tamanho do medo

Dizem que vive na transparência do sonho
à beira-mar envelheceu vagarosamente
sem que nenhuma ternura nenhuma alegria
nunhum ofício cantante
o tenha convencido a permanecer entre os vivos


Al Berto


--Maria Simplesmente Maria-- 04:17
Link

14 Comentários

By Blogger Sara, at 28 março, 2008 11:31  

O senhor escrevia pra xuxu! :D

<<<< m >>>>

By Blogger djkayori, at 28 março, 2008 19:23  

Bonito, bonito...

<<<< m >>>>

By Blogger o monstro, at 29 março, 2008 04:07  

o meu poema favorito dele...

costumo utiliza-lo para me descrever.. já o postei varias vezes nos meus blogs..

é tao perfeiro

<<<< m >>>>

By Blogger Belzebu, at 31 março, 2008 15:59  

Não poderia ter regressado ao "Simplesmente" em melhor altura! Parabéns pela escolha do Al Berto!

Aquele abraço infernal!

<<<< m >>>>

By Anonymous Servidores, at 03 abril, 2008 00:40  

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Servidor, I hope you enjoy. The address is http://servidor-brasil.blogspot.com. A hug.

<<<< m >>>>

By Blogger barb michelen, at 03 abril, 2008 02:02  

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 05 abril, 2008 13:45  

Sim Maria! Eu faço o Amor ctg! Gosto do poema. Mas gosto ainda mais do comentariio daquele senhor em Inglês. Q lindo! Tb quero comentários em inglês. LOL

LOVE U

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 07 abril, 2008 12:22  

Al Berto é muito mas muito bom, pena pouca gente o conhecer.
Se queres comentários em inglês não seja por isso xuxu... muahahah

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 08 abril, 2008 10:13  

És a rainha das letras. Escreves tão bem! Eu quero lá saber o Al Berto! Eu quero Struder! Struder! Struder! inspiraçao ejecula-t para a inha!

<<<< m >>>>

By Anonymous Americo, at 08 abril, 2008 10:14  

vamos casar e ter mts filhos com a pila grande!

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 08 abril, 2008 10:14  

Engraçado o americo tambem me mandou aquele comentario!

<<<< m >>>>

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 08 abril, 2008 10:15  

Ja agora como é q poes aquelas coisinhas em cima do u! ando as voltas no meu teclado! acho q vou cortar os pulsos

<<<< m >>>>

By Blogger Maria Strüder, at 08 abril, 2008 13:43  

Hoje sonhei com a cena que disseste ontém da Porto Editora lol sonhei que me tinhas levado lá para fazerem um livro meu LOOOL que alucinação!
Ai o Américo... ele é um sacana o verdadeiro cortejador da Areosa!
Em relação aos pontinhos carregas em ctrl alt e os pontinhos que costumam estar na tecla do * ou + e metes depois o u lol ou fazes ou alt gr ctrl e depois os pontinhos.
RAMBERLAM avô Matias!

<<<< m >>>>

By Blogger #nbs#, at 08 abril, 2008 16:01  

Al Berto é mesmo bom...
Gosto de tudo o que li... excepto alguns poemas negros com folhas roxas... mas o Lunário é muito bom.

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Simplesmente Maria


Name: Maria Strüder
From: Porto, Portugal
About me: Alguém que compra sanidade em pacotinhos de utopia envolvidos a lirismo.
More..
online
Meus outros blogs
  • Macabre & Horror
  • Idioteque
  • MySpace da Mariazinha (fotos e afins)
  • Amiguinhos da Mariazinha
  • Pidwell [Chino]
  • Quarto 210 [Chino]
  • Choveu Cá Dentro [Chino]
  • Be Quiet and Drive [Chino]
  • Sentimentos Recicláveis [Chino]
  • Zyk's Asylum
  • deviantART c00ki
  • Livro de Cheques
  • Estouvados
  • Momentus da Vida
  • Radioactive7
  • O Piston é a Cabeça do Homem
  • Cardeal Cervejeiro
  • Seven Sins
  • Psicasténica
  • Os pretos torrados&keimados da bjc
  • Cenáculo do filósofo
  • Mata-me a Curiosidade
  • As Aventuras de Zézola!
  • Blogs que estimo
  • Ascoroso
  • Corações ao alto!
  • A vaca tem 6 lados
  • Os AniMais Não Têm Orelhas...
  • Hydrargirum
  • Ecos do Grupo
  • Capitão Merda
  • Alhadas de Baixo ... de Fogo
  • Sexo, Drogas e Rock'n roll
  • A vida vista de um plástico
  • #nbs#
  • Trivial(e)dados
  • O Prodí­gio
  • Mais de 1000 vozes
  • Astuto
  • Falling Away (...)
  • Manual de deus 0.1
  • 9-9
  • Sorrisos Perfeitos
  • A No Brainer Heavy Metal
  • Totó da Cabeça
  • Luso: Os Prós e os Contras
  • Indigo
  • Pensamentos Vagabundos
  • Indigente Andrajoso
  • Nuvem de Pó
  • Blog dos Imply Motion
  • Bisca dos nove
  • My Somemarbles
  • Maria Vai Com As Ostras
  • Letras de Babel
  • Peste
  • .: No Âmago da alma :.
  • Simplesmente Maria
  • Makoka
  • Epá Cum Catano
  • Da Imobilidade
  • A Casa da Micas
  • Leite Condensado às Colheradas
  • Jeremy Spoken
  • Enfim...
  • Entre as Palavras
  • Crónicas da Peste
  • Goth Land & Lucifer's Kindgom
  • O ContraBlog
  • Ideias-Di s pe rs a s
  • Alienação Zorziana
  • O Bom, O Mau e o Vilão
  • A Banda do Maestro Pinguim
  • Anjo Guerreiro/Anjo Caído
  • Rui Cruz Web (B)log
  • (Eter)
  • Uma Merda Kualker (...)
  • Mundo de dois Satânicos muito Feios
  • O Alquimista
  • Kachiba
  • O meu cantinho...
  • Insueto
  • Instantes
  • Intruso
  • Não Digo Nada
  • O Blog Simples
  • >
    Arquivo

  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Maio 2008
  • Junho 2008
  • Julho 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008
  • Outubro 2008
  • Novembro 2008
  • Dezembro 2008
  • Janeiro 2009
  • Março 2009
  • Abril 2009
  • Maio 2009
  • Junho 2009
  • Julho 2009
  • Posts Anteriores

  • This is Retro Schizophrenia
  • Poney, Honey, Money I love you so...
  • O silêncio da madrugada é ensurdecedor
  • Aqui, não há ninguém que possa ter o mundo.
  • Eu e o silêncio
  • Queria ser poeta mas chamaram-lhe poetisa
  • Mr. Sandman bring me a dream
  • É noite. Calemo-nos um momento
  • Permanecemos aqui, neste quarto
  • Mais uma escolha fabulosa do meu gosto musical apr...


  • Madredeus - Alfama
    Agora,
    que lembro,
    As horas ao longo do tempo;

    Desejo,
    voltar,
    voltar a ti,
    desejo te encontrar;

    Esquecida,
    em cada dia que passa,
    nunca mais revi a graça
    dos teus olhos
    que amei.

    Má sorte, foi amor que não retive,
    e se calhar distraí-me...
    - Qualquer coisa que encontrei.

    Pearl Jam-Black
    All the love gone bad
    Turned my world to black
    Tattooed all I see, all that I am, all I'll be...yeah...

    Uh huh...uh huh...ooh...
    I know someday you'll have a beautiful life, I know you'll be a star,
    In somebody else's sky, but why
    Why, why can't it be, oh can't it be mine...

    We belong
    We belong
    We belong
    We belong together
    Together...

    Extras