<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d27205144\x26blogName\x3dSimplesmente+Maria\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLACK\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://maria-simplesmentemaria.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://maria-simplesmentemaria.blogspot.com/\x26vt\x3d7355387760922186191', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Permanecemos aqui, neste quarto || domingo, março 01, 2009


O meu coração já não dorme na noite.
Estou plena de sorrisos que me sossegam a respiração antes sufocada pelo vazio. Apetece-me dizer que o caminho percorrido foi o melhor, por todas as memórias que revivo, mesmo as más.

Inalo o odor fresco do meu quarto e regalo o brilho da noite.
Hoje não a sinto escura como antes, não. Já passaram muitos meses desde que me sinto assim. Muitos meses em que partilhei a razão, este sentimento.
Cresci, tornei-me mulher. Com os mesmos traços de mimo mas passei a ver o mundo com mais frieza e as ambições utópicas passaram a um plano mais palpável. Talvez as consiga tocar se me esticar mais um pouco.
Com tudo isto quero dizer-te que o sonho não muda aquilo que o tempo possa querer fazer em mim.

Um dia pressenti este amor progredindo lentamente com o bater do coração, possuo a doença do conhecimento pleno.
Deixei de estar disponível aos choros de outrora, perdoa-me.
Cultivo regularmente os secretos poços incomensuráveis para que de quando a quando me possa refugiar neles enquanto me abandono ao silêncio.

E é novamente no meu quarto que ouço o eco do amor a estilhaçar as paredes. Envolvo-me indiferente à sonolência a que os dedos se habituaram por estarem tanto tempo sem sentir. As palavras não se soltam quando nos sentimos entorpecidos. Não me sei escrever quando estou feliz, nenhuma palavra se move no papel sujo a tinta derramada.
Oh, a suave catalepsia que nos corrompe.

Aproveito para fazer uma pausa, olhar em redor e respirar fundo, encosto a cabeça e evoco-te o rosto. Apetecia-me delinear-te a alma com o suave toque dos lábios.
Os dias foram-se sumindo à procura do amanhecer. Deixo-me ir no vaivém.

Eram naquelas noites quentes que nos juntavamos em sorrisos lascivos embrenhados pela vontade de viver aqueles dias como se fossem os últimos. E iamos, pequenas almas sem rumo, juntos para mais uma vez partilharmos as sensações ilícitas.

Era como se fossemos bolas de sabão que passeiam lívidas pelo reconfortante ar que teimamos em não ver.

Quando as teorias falham o que te resta? A mortificação da alma…


--Maria Simplesmente Maria-- 21:58
Link

4 Comentários

By Blogger Mª Teresa Antunes, at 01 março, 2009 21:44  

Demais!

<<<< m >>>>

By Blogger Sin, at 03 março, 2009 21:33  

Adorei*

<<<< m >>>>

By Blogger Casemiro dos Plásticos, at 31 março, 2009 22:25  

Gostei, sim senhora. *

<<<< m >>>>

By Blogger mac, at 02 julho, 2009 21:53  

uau!...
estas são, concerteza, das melhores frases que senti até hoje:
"...Cultivo regularmente os secretos poços incomensuráveis para que de quando a quando me possa refugiar neles enquanto me abandono ao silêncio.
...
As palavras não se soltam quando nos sentimos entorpecidos. Não me sei escrever quando estou feliz, nenhuma palavra se move no papel sujo a tinta derramada."

fantástico...

<<<< m >>>>

>> Post a Comment <<


Simplesmente Maria


Name: Maria Strüder
From: Porto, Portugal
About me: Alguém que compra sanidade em pacotinhos de utopia envolvidos a lirismo.
More..
online
Meus outros blogs
  • Macabre & Horror
  • Idioteque
  • MySpace da Mariazinha (fotos e afins)
  • Amiguinhos da Mariazinha
  • Pidwell [Chino]
  • Quarto 210 [Chino]
  • Choveu Cá Dentro [Chino]
  • Be Quiet and Drive [Chino]
  • Sentimentos Recicláveis [Chino]
  • Zyk's Asylum
  • deviantART c00ki
  • Livro de Cheques
  • Estouvados
  • Momentus da Vida
  • Radioactive7
  • O Piston é a Cabeça do Homem
  • Cardeal Cervejeiro
  • Seven Sins
  • Psicasténica
  • Os pretos torrados&keimados da bjc
  • Cenáculo do filósofo
  • Mata-me a Curiosidade
  • As Aventuras de Zézola!
  • Blogs que estimo
  • Ascoroso
  • Corações ao alto!
  • A vaca tem 6 lados
  • Os AniMais Não Têm Orelhas...
  • Hydrargirum
  • Ecos do Grupo
  • Capitão Merda
  • Alhadas de Baixo ... de Fogo
  • Sexo, Drogas e Rock'n roll
  • A vida vista de um plástico
  • #nbs#
  • Trivial(e)dados
  • O Prodí­gio
  • Mais de 1000 vozes
  • Astuto
  • Falling Away (...)
  • Manual de deus 0.1
  • 9-9
  • Sorrisos Perfeitos
  • A No Brainer Heavy Metal
  • Totó da Cabeça
  • Luso: Os Prós e os Contras
  • Indigo
  • Pensamentos Vagabundos
  • Indigente Andrajoso
  • Nuvem de Pó
  • Blog dos Imply Motion
  • Bisca dos nove
  • My Somemarbles
  • Maria Vai Com As Ostras
  • Letras de Babel
  • Peste
  • .: No Âmago da alma :.
  • Simplesmente Maria
  • Makoka
  • Epá Cum Catano
  • Da Imobilidade
  • A Casa da Micas
  • Leite Condensado às Colheradas
  • Jeremy Spoken
  • Enfim...
  • Entre as Palavras
  • Crónicas da Peste
  • Goth Land & Lucifer's Kindgom
  • O ContraBlog
  • Ideias-Di s pe rs a s
  • Alienação Zorziana
  • O Bom, O Mau e o Vilão
  • A Banda do Maestro Pinguim
  • Anjo Guerreiro/Anjo Caído
  • Rui Cruz Web (B)log
  • (Eter)
  • Uma Merda Kualker (...)
  • Mundo de dois Satânicos muito Feios
  • O Alquimista
  • Kachiba
  • O meu cantinho...
  • Insueto
  • Instantes
  • Intruso
  • Não Digo Nada
  • O Blog Simples
  • >
    Arquivo

  • Abril 2006
  • Maio 2006
  • Junho 2006
  • Julho 2006
  • Agosto 2006
  • Setembro 2006
  • Outubro 2006
  • Novembro 2006
  • Dezembro 2006
  • Janeiro 2007
  • Fevereiro 2007
  • Março 2007
  • Abril 2007
  • Maio 2007
  • Junho 2007
  • Julho 2007
  • Agosto 2007
  • Setembro 2007
  • Novembro 2007
  • Dezembro 2007
  • Janeiro 2008
  • Fevereiro 2008
  • Março 2008
  • Abril 2008
  • Maio 2008
  • Junho 2008
  • Julho 2008
  • Agosto 2008
  • Setembro 2008
  • Outubro 2008
  • Novembro 2008
  • Dezembro 2008
  • Janeiro 2009
  • Março 2009
  • Abril 2009
  • Maio 2009
  • Junho 2009
  • Julho 2009
  • Posts Anteriores

  • Mais uma escolha fabulosa do meu gosto musical apr...
  • Precious thing
  • Feliz Natal a todos!
  • Pequeno toque de perfeição
  • É pena quase não poder ficar
  • Silêncio
  • Dizem que a paixão a conheceu
  • Eremitério
  • Where i end and you begin
  • Mariazinha The Weird Paranoid


  • Madredeus - Alfama
    Agora,
    que lembro,
    As horas ao longo do tempo;

    Desejo,
    voltar,
    voltar a ti,
    desejo te encontrar;

    Esquecida,
    em cada dia que passa,
    nunca mais revi a graça
    dos teus olhos
    que amei.

    Má sorte, foi amor que não retive,
    e se calhar distraí-me...
    - Qualquer coisa que encontrei.

    Pearl Jam-Black
    All the love gone bad
    Turned my world to black
    Tattooed all I see, all that I am, all I'll be...yeah...

    Uh huh...uh huh...ooh...
    I know someday you'll have a beautiful life, I know you'll be a star,
    In somebody else's sky, but why
    Why, why can't it be, oh can't it be mine...

    We belong
    We belong
    We belong
    We belong together
    Together...

    Extras